Blog

6 Jun 2018

A vitamina D é um hormônio esteroide cuja principal função é a regulação do metabolismo ósseo. É produzida, de forma endógena, nos tecidos cutâneos após a exposição solar, bem como obtida pela ingesta de alimentos específicos (peixes gordos exemplo: salmão e atum) ou por suplementação. Os receptores de vitamina D estão presentes em vários tipos celulares.

Cerca de 80% da vitamina D é produzida na pele após exposição à radiação ultravioleta. Em caso de exposição prolongada à radiação, existe mecanismo intrínseco de regulação da produção cutânea, que previne a superprodução e consequente intoxicação pela vitamina D endógena.

A vitamina D é fundamental para a absorção de cálcio e fósforo, pois ajuda no crescimento, resistência dos ossos, dos dentes, dos músculos e dos nervos. A falta dessa vitamina pode levar a uma má formação dos ossos, como raquitismo e osteomalácia, e no processo de diferenciação celular, a falta deste nutriente favorece 17 tipos de câncer.

Para as gestantes, o consumo de...

28 May 2018

Diabetes tipo I

Em algumas pessoas, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Logo, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Como resultado, a glicose (açúcar) fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse é o processo que caracteriza o Tipo I de diabetes, que concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença.

O tipo I aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. Essa variedade é sempre tratada com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas, para ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.

Diabetes tipo II

O Tipo II aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz; ou não produz insulina suficiente para controla a taxa de glicemia.

Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o Tipo II. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. Dependendo da gravidade, ele pode ser controlada com atividade física...

24 May 2018

A celulite é caracterizada pelo aspecto ondulado da pele de algumas áreas do corpo. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia afeta 85% a 98% das mulheres

após a puberdade.

Não é considerada uma doença, mas é uma preocupação estética para um grande número de mulheres. A celulite tende a ocorrer nas áreas como nos quadris, coxas e

nádegas; também pode ser observada nas mamas, parte inferior do abdômen, braços e nuca – curiosamente áreas em que é observado o padrão feminino de deposição de

gordura.

Para prevenir e auxiliar na redução de celulites é indispensável um estilo de vida saudável aliar a prática de atividades físicas com uma alimentação equilibrada e claro

uma boa ingestão de água ao longo do dia.

Evite ingerir:

- Sal em excesso;

- Salgadinhos;

- Batatas fritas;

- Bebidas alcoólicas;

- Doces e açúcares;

Outra ótima alternativa para auxiliar na redução de celulites é o uso de colágeno que é um poderoso agente contra esse temido mal, o colágeno tem o poder de dar mais

firmeza à pele, com o...

18 May 2018

A alimentação é um fator muito importante na nossa imunidade, pois as reações do sistema imunológico precisam de energia e nutrientes para formação de células e demais substâncias envolvidas no processo de defesa.

Alguns alimentos que auxiliam no aumento da imunidade:

- Alho: Fornece vários antioxidantes responsáveis por combater os invasores do sistema imunológico.

- Batata doce: Contém beta caroteno um antioxidante que ajuda a eliminar radicais livres prejudiciais.

- Brócolis: Ajuda a melhorar o sistema imunológico, possui nutrientes que protegem o corpo contra alguns danos, também é rico em vitaminas A, C .

- Espinafre: É rico em nutrientes como ácido fólico que ajuda o corpo a produzir novas células.

Alguns nutrientes que auxiliam no aumento da imunidade:

- Vitamina C: Aumenta a produção das células de defesa que tem efeito direto sobre as bactérias e vírus aumentando assim a sua  a resistência a infecções.

- Vitamina B6: Aumenta a imunidade geral do organismo.

- Selênio: Antioxidante, imun...

14 May 2018

O efeito dos campos eletromagnéticos sobre o corpo humano é um tema polêmico entre a comunidade científica. A maioria reconhece a influência das ondas emitidas pelos aparelhos e equipamentos elétricos e eletrônicos, porém nem todos concordam quanto aos prejuízos à saúde que podem causar. O excesso dessas ondas é capaz de influenciar o comportamento celular e por esse motivo já foi associado a diversas doenças, como câncer, principalmente leucemia em crianças, depressão, dores de cabeça, entre Outros problemas. Pesquisadores da California concluíram que o contato com campos eletromagnéticos fortes também aumentam o risco de aborto em até três vezes.

As ondas eletromagnéticas são produzidas por veículos, redes de transmissão de energia e telecomunicações, aparelhos elétricos e eletrônicos domésticos, celulares, entre muitos outros equipamentos que surgem a cada dia com a evolução tecnológica. A equipe do estudo conduzido pelo epidemiologista De-Kun Li, especialist...

Please reload

Destaques

Como está a saúde integral do seu fígado?

25/10/2017

1/1
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Rua Fernando Machado, nº 151 E

Sala  403 | Centro - Chapecó - SC Cep.: 89802-112

Tel: (49) 3329.3672

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 por equipe de Alcir Marques